Aprende Mais, a explicação do teu sucesso!

UP recebe prémio da Associação Europeia de Educação Internacional



O prémio foi atribuído pela capacidade de inovação e estratégia em conseguir aumentar o número de estudantes estrangeiros naquela academia, que atingem os 1319 neste primeiro trimestre.


A Universidade do Porto (UP) anunciou nesta terça-feira que foi premiada pela Associação Europeia de Educação Internacional pela inovação e estratégia em conseguir aumentar o número de estudantes estrangeiros naquela academia, que atingem os 1319 neste primeiro trimestre.

"A Universidade do Porto conseguiu atingir as 72 parcerias internacionais que envolvem perto de um milhar de universidades dos cinco continentes, mais de 7600 mobilidades e um financiamento global de 165 milhões de euros", lê-se numa nota informativa que a UP enviou nesta terça-feira à comunicação social no âmbito da distinção da European Association for International Education (EAIE).

O prémio “Institutional Award for Innovation in Internationalisation” dado à UP na passada segunda-feira em Liverpool, no Reino Unido, foi recebido pelas mãos da vice-reitora para as Relações Externas e Cultura da Universidade do Porto, Maria de Fátima Marinho, acrescentou a mesma fonte da UP.

Uma das justificações que a UP sustenta para receber o prémio e justificar a "atitude pró-activa" é o facto de a própria Universidade do Porto encabeçar a coordenação de 14 destes 72 consórcios (parcerias internacionais) de instituições de ensino superior, estando também na alçada da UP a "gestão directa de projectos no valor de 41 milhões de euros".

Com o galardão da EAIE, a UP vê reconhecida, pela maior associação do sector da Educação, a estratégia de "promoção da internacionalização" que tem levado a cabo nos últimos anos, em particular no que diz respeito à participação e coordenação de consórcios e projectos europeus de mobilidade internacional de estudantes, docentes e colaboradores.

"No contexto de crise económica e financeira que se vive no País, agravado pelos cortes orçamentais às universidades públicas e consequente diminuição dos apoios à mobilidade internacional, a Universidade do Porto redefiniu a sua estratégia de internacionalização, passando a dar especial ênfase à obtenção de fontes de financiamento alternativas", explica aquela instituição, sublinhando a "atitude pró-activa" adoptada pelo Serviço de Relações Internacionais nas candidaturas a programas comunitários de apoio ao Ensino e Formação, nomeadamente o “Erasmus Mundus” e o “Erasmus+”.

No ano lectivo de 2015/2016, a Universidade do Porto recebeu 3785 estrangeiros, 1769 para grau completo (o curso inteiro na UP), mais 2016 em mobilidade (fazem seis meses ou um ano em Erasmus ou outros programas de mobilidade).
In Público/Lusa. 20 Setembro 2016.

Marcadores:

quarta-feira, 21 de setembro de 2016